Mais 14 casos COVID-19 emergem do agrupamento no Hospital Brigham and Women's

Mais 14 casos COVID-19 emergem do agrupamento no Hospital Brigham and Women's

Christopher Gavin , equipe do Boston.com

29 de setembro de 2020 | 14h42

Quatorze pessoas adicionais contraíram o coronavírus em conexão com um surto no Hospital Brigham and Women, visto que o número total de casos do cluster na instalação médica de Boston cresceu para 42 na segunda-feira.

Em um comunicado, os funcionários do hospital disseram que 488 funcionários conectados ao cluster foram testados e 30 tiveram resultado positivo, enquanto 581 pacientes foram testados em todas as áreas de internação e 12, que foram previamente identificados como conectados ao cluster, testaram positivo.

“Todos os atuais pacientes internados estão sendo testados para COVID-19, e isso será repetido a cada três dias”, diz o comunicado. “Isso é um acréscimo à política atual do hospital, que exige testes para todos os pacientes na admissão e triagem diária de sintomas.”

O número de casos resultantes do surto continuou a aumentar desde que a Equipe de Controle de Infecção do hospital descobriu o agrupamento em duas unidades de internação na Torre Braunwald em 22 de setembro.

A equipe acredita que o cluster foi contido nessas duas unidades, e o hospital sustentou que outras áreas de suas instalações não foram afetadas.

“Além de testar todos os pacientes internados a cada três dias, as áreas afetadas foram totalmente limpas e estamos oferecendo testes COVID-19 gratuitos e voluntários para funcionários que trabalham no campus principal desde 14 de setembro”, o hospital disse segunda-feira. “Até hoje, testamos 4.365 funcionários. Destes, 2.589 resultados foram devolvidos, dos quais 7 foram positivos. Dois desses sete são funcionários associados ao cluster conhecido; os outros casos não foram conectados ao cluster neste momento. ”

Funcionários disseram que esses números refletem uma “taxa de prevalência geral de 0,3 por cento”, que é menor do que a taxa de positividade COVID-19 local entre pessoas assintomáticas fora do hospital.

“Esperamos que, à medida que continuamos a testar de forma muito ampla e o COVID-19 continua a circular ativamente na comunidade, sempre identificaremos um punhado de funcionários positivos”, diz a declaração.

O hospital disse na semana passada que a equipe de Controle de Infecção não foi capaz de identificar a origem exata do cluster, mas destacou possíveis “fatores contribuintes”, incluindo a falta de uso de máscara de paciente durante muitas interações de cuidados clínicos com a equipe e profissionais médicos que “Inconsistente no uso de proteção ocular” ao trabalhar com pacientes, entre outros.

“Nossa equipe de controle de infecção está alcançando diretamente os pacientes e funcionários que foram expostos (incluindo aqueles pacientes que receberam alta) para facilitar os testes”, disseram os funcionários. “Cada pessoa será avisada individualmente por um membro de nossa equipe de Controle de Infecção.”


Receba alertas de e-mail de Boston.com:

Cadastre-se e receba notícias sobre coronavírus e atualizações de última hora, de nossa redação para sua caixa de entrada.