Sobe para 10 o número de mortes causadas pelo 'ciclone bomba' no sul do Brasil

Sobe para 10 o número de mortes causadas pelo 'ciclone bomba' no sul do Brasil

Um ciclone extratropical atingiu a região sul do Brasil nesta terça-feira (30). O fenômeno também é conhecido como “bomba de ciclone”.

O ciclone que atingiu o país do país na madrugada desta quarta-feira (1) registra grandes estragos em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, promete mudar o clima da região de maneira brusca. Chuvas intensas, ventos que chegam a 100 km por hora, frio intenso e neve e neve devem fazer parte do sul nos próximos dias.

O fenômeno também acontece também na região sudeste, porém com menos intensidade.

Regiões mais afetadas

No estado de Santa Catarina, cidades litorâneas como Florianópolis e Balneário Camboriú, foram fortemente afetados pelo “ciclone bomba”, que deixaram um rastro de destruição.

O prefeito de Florianópolis Gean Loureiro fez um apelo à população para não sair de casa e permanecer em lugares seguros, distantes de vidros e materiais que podem ser destruídos ou arrastados pelos fortes ventos.

No Rio Grande do Sul, 16 cidades foram atingidas, deixando mais de mil pessoas desabrigadas. Vacaria e Ibiaçá foram as mais afetadas.

Em Santa Catarina, 750 mil pessoas ficaram sem energia elétrica, e nenhum rio Grande ou número chegou a 639 mil.

Mesmo com o trabalho intenso das instituições Celesc (SC) e Rio Grande Energia (RS), uma situação ainda não foi normalizada.

Mortes

Chegou ao 10 o número de mortes confirmadas. No estado de Santa Catarina, três mortes foram registradas na cidade de Tijucas.

As cidades do Rio dos Cedros, Chapecó, Ilhota, Governador Celso Ramos, Itaiópolis e Santo Amaro do Imperatriz registraram uma morte em cada.

morte foi informada em apenas três casos. Uma idade de 78 anos morreu devido a uma árvore. Em Santo Amaro do Imperatriz, um homem morreu eletrocutado, e em Tijucas, um morador foi atingido por algo não especificado.

Os outros óbitos ainda não foram detalhados.

O Rio Grande do Sul registrou uma morte, onde uma vítima, um senhor de 53 anos, foi destruído em um deslizamento de terra.

Além das empresas de energia elétrica, um grande número de bombeiros que trabalham em Santa Catarina, principalmente em quedas de placas e árvores.

Como ocorrências ultrapassaram a marca de 1600, já nesta manhã.

Previsão do tempo

De acordo com o MetSul Meteorologia, os pontos fortes que atingiram como regiões continuam no dia de hoje. Uma ventania pode chegar a 130 km por hora, atingindo mais cidades de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

O ciclone deve amenizar no fim da tarde. As orientações de segurança e alerta continuam ativas, pois os riscos de desabamentos, as árvores e os destroços ainda continuam.

Não perca a nossa página no Facebook!

© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

continue lendo …